A sigla DHCP significa “Dynamic Host Configuration Protocol”.

O DHCP é um protocolo do serviço TCP/IP que permite atribuir um IP e outras configurações a computadores em uma rede. Em outras palavras, o DHCP permite que o endereço IP dos dispositivos ligados à rede sejam definidos de forma automática no momento em que os mesmos forem conectados à rede. A escolha do IP a ser dado a cada computador pode ser manual, automática ou dinâmica.

Na manual, há uma  tabela predefinida com os IP’s a serem associados a cada MAC. Esta tabela é previamente configurada no servidor de rede ou roteador da empresa pelo administrador de redes. Se somente MAC conhecidos forem associados a IP e nenhuma regra adicional for criada, computadores desconhecidos não receberão automaticamente um IP da rede, o que pode ser uma forma extra de dificultar o acesso à rede por pessoas não autorizadas.

DHCP - Endereço IP automático para todos

Exemplo de funcionamento do protocolo DHCP

Na atribuição dinâmica, a cada computador é dado um IP disponível, independente do MAC do mesmo. É importante ressaltar que nem todos os periféricos que podem ser ligados a uma rede suportam o protocolo DHCP. Nestes casos, o IP é associado de forma estática ao equipamento e, no servidor DHCP, deve ser reservado para que não seja associado a nenhum outro periférico que solicitar um IP. Como via de regra, dispositivos de rede que não suportam DHCP tem por obrigação prover uma maneira para que o IP seja configurado diretamente no mesmo. Isto serve especialmente para firmware de dispositivos eletrônicos mais limitados ou com configurações mais simples como relógios de ponto, alguns celulares ou outros dispositivos que usem redes sem fio.

Na sua casa é muito provável que o roteador Wireless já tenha vindo configurado com um servidor DHCP. É por isso que seus amigos conseguem se conectar à sua rede simplesmente com a senha que você passa. Se não fosse o DHCP seria necessário que você informasse também outros dados para configuração do IP, gateway e máscara de rede, tornando o processo mais difícil, demorado e com maiores chances de erros.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)