Sou assinante do feed do site “Um Investidor Iniciante na bolsa de valores“. É um site muitíssimo interessante e com artigos muito bem escritos.

Li neste site a algum tempo atrás um artigo que fazia um comparativo básico entre análise técnica e fundamentalista, obviamente no escopo da bolsa de valores. Há vários blogs que falam sobre análises na bolsa, e sempre percebi que este assunto nunca terá fim. O Dinheirama é outro que recomendo, especialmente pelo capricho na criação do site e na atenção com o leitor.

De tanto pensar sobre este assunto, percebi que faço algo parecido com isso todos os dias ao analisar as estatísticas de acesso e ganhos financeiros dos meus sites.

Veja se não faz todo o sentido, analisando o exemplo abaixo:

Eu comecei a trabalhar com sites e blogs em 16 de abril de 2007. Desde este tempo, analiso diariamente as estatísticas de acesso para tentar descobrir os nichos sobre os quais é interessante escrever. Isto serve para garantir que sempre terei assuntos novos que me garantirão um crescimento contínuo no número de visitantes.

Em um dos meus sites, cujo assunto principal são os jogos, percebi que o número de acessos sobe em média 30% durante os finais de semana, férias e feriados prolongados. Isso é facilmente explicado a partir de uma “análise fundamentalista” que avalia as causas:

– as pessoas trabalham durante a semana e se divertem nos fins de semana. Logo, pesquisam sobre os jogos quando vão jogar.

– muitos acessos no site vêm ainda de conexão discada. Em geral, ainda há locais onde somente o acesso durante o fim de semana é mais viável.

Considerando esta análise parcial, mas bastante convincente (pelo menos para mim) da variação do número de acessos, concluí que devo me acostumar com esta flutuação semanal.

Porém, como meu site estava sempre tendo um número de visitantes crescente, fiquei muito espantado quando, no dia 11 de fevereiro de 2008 os acessos cairam em torno de 15% e não se recuperaram mais. A princípio, não achei nenhuma explicação para tal fato.

A “análise técnica” não me dizia nada:

– o site não havia sofrido nenhuma modificação.

– não houve problemas com a hospedagem, o site havia ficado no ar durante 24 horas.

– não houve problemas de lentidão, aferido gratuitamente com o Hyperspin

– nenhum novo artigo havia sido feito.

Portanto havia um mistério na queda do número médio de acessos a partir do dia 11/02/2008 (primeira queda antes dos 2 picos dos fins de semana).

Verifiquei as estatísticas de acessos de outros sites sobre o mesmo assunto, de dois amigos: Jogos Enternauta, e O Interneuta. Nesta análise, verifique também que o número de acessos havia também sofrido uma queda significativa. Mesmo assim, ainda não tinha um motivo.

As coisas começaram a clarear quando, numa conversa com o Enternauta, ele disse:

– Seus acessos diminuíram? Mas é óbvio! As aulas começaram dia 5 de fevereiro, e ninguém vai mesmo, porque está começando. Depois, veio o carnaval, e todo mundo viajou. Aí, quando foi dia 10, se deram conta de que precisavam parar de jogar e ir estudar. Por isso os acessos caíram!

A princípio, por mais que fizesse sentido eu não queria acreditar. Aquele óbvio no ínicio da frase fez com que eu me sentisse um pouco idiota. Mas era isso mesmo! A partir deste dia, as análise que antes eram basicamente técnicas passaram a levar em conta outros aspectos menos mensuráveis.

Resolvi ver as estatísticas do início das férias em dezembro de 2007, e também constatei de que havia ocorrido um aumento no número de acesso. Porém, na época isso não me causou espanto, pois eu estava escrevendo com mais frequência. Outra coisa que observei é que nas férias não ocorrem picos de acesso nos fins de semana: as pessoas jogam o tempo todo nas férias.

Mas é assim mesmo: só prestamos mesmo atenção quando é ruim. As coisas boas em geral não são percebidas como deveriam.

Portanto, quando observarem algo incomum nas estatísticas de acesso ou nos ganhos com seus sites, analisem com maior profundidade. Certamente haverá uma ou mais causas bem definidas e, provavelmente, a maior parte delas não estará sob o seu controle.

2 comentários para “Blogs e métricas de acesso: análise Técnica x Fundamentalista”

  1. Alessandro Martins

    Bem observado. Como tenho diversos blogs, observo diferentes comportamentos de acesso em cada um deles. O que mais apresenta oscilações, sem dúvida, é o Iniciante na Bolsa. Fim de semana, quando ninguém pensa em investir – só em gastar – os acessos caem quase que dramaticamente. Segunda-feira, quando a realidade volta, os acessos sobem bastante e se mantém bem altos até quinta-feira. Não tenho nenhum, no entanto, que aumente durante os fins de semana.

    Não sei se a análise técnica pode ser aplicada aos gráficos de acesso, no entanto.

    Abraços, do Alessandro.

    Responder
  2. Flávio

    Boa análise. Esqueceu apenas da parte que diz respeito ao auto-engano, afinal, isso é para poucos.
    Bom, mas como muitas vezes já comentamos, Estatísticas são fascinantes. Se não prestar muita atenção, não adianta, vai falhar. Por exemplo, nunca havia dado devida atenção à conexão discada.

    É isso… Abraços, meu caro…

    Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)