Quem tenta ler as várias especificações técnicas na compra de uma caixa de som logo desiste de comprar uma nova e vai pelos modelos mais populares ou até escolher o mais caro. Não significa que são decisões erradas e o que temos que fazer é evitar que os erros nessas escolhas te deixem com um par de caixas que te darão dores de cabeça ao invés de um bom som.

Não vou entrar em especificações técnicas porque elas irão complicar mais ainda sua cabeça. Além disso, boa parte das especificações é exagerada pelas fabricantes, o que resulta em números que não correspondem à realidade. E números também não expressam a subjetividade do ato de ouvir.

A escolha do som certo é muito subjetiva, uma vez que cada pessoa tem gostos diferentes. Você pode sentir-se melhor com sons mais graves. Outras pessoas, gostam mais de sons mais bem equalizados, enquanto outros se preocupam com a altura do som. Aí, só ouvindo mesmo para que você tenha uma ideia de qual som mais te agrada.

Há muito tempo que as marcas de caixa de som vendem seus produtos frisando o PMPO de suas caixas. Esqueça esses números e esqueça até o significa deste termo, pois ele vale tanto quanto um zero à esquerda. Já com o RMS, a coisa é um pouco diferente: geralmente, quanto maior o RMS, maior a capacidade do som entregar altos volumes sem distorção no timbre de voz. Muitas pessoas chamam isso de “rasgar” as caixas de som.

Caixas de som

Não importa o tamanho das caixas, pois o que é mais importante é a qualidade do som. (Foto: blog.sfgate.com)

Mesmo assim, o RMS depende de fatores tais como a qualidade do material usado na fabricação das caixas, o local onde elas estão e a fonte do som: uma MP3 de má qualidade vai “rachar” a caixa, mesmo com um volume mais baixo.

Como afinal escolher uma caixa de som?

Comece pelo RMS para ter uma ideia da “potência” que você quer que as caixas entreguem. Um televisor de LCD, por exemplo, normalmente tem duas caixas de 20 RMS cada. Você pode começar por aí sua comparação.

Em um dos raros casos no mercado, na compra de uma caixa de som, praticamente 100% dos casos uma caixa mais cara vai ser melhor. A tecnologia para entregar um som de qualidade não mudou muito nos últimos anos. Por isso, a construção e o material usados, que encarecem o produto, são muito importantes. Uma forma de não comprar uma caixa cara e ruim é tentar fugir das seduções do design de uma caixa, já que boa parte das caixas de som que tem um design criativo e/ou diferente são mais caras, mas de má qualidade. Há exceções, mas estas normalmente são MUITO mais caras que uma caixa “normal”.
Leia também na internet muitos comparativos quanto à durabilidade e manutenção das caixas de som. Existem muitas caixas caras que tem sua durabilidade “programada” para acabar logo após que acaba a garantia. E no mundo da internet, as pessoas são muito boas em compartilhar sua insatisfação com os produtos e com o serviço de apoio ao consumidor das empresas.

Escolhendo caixas de som

Você pode até ser seduzido por um monte de caixas de um home theater, mas quantidade não significa qualidade. (Foto: www.electronichouse.com)

A partir da lista de marcas e modelos indesejados, você pode ir para lojas especializadas e comparar o som. Leve músicas em um pen drive com a máxima qualidade possível. Use CDs, DVDs, Blu-Ray, o que for necessário para que você escute o som de todas as formas possíveis. Pegue o controle e modifique todas as configurações: lojistas tendem a “turbinar” as configurações do som para impressionar clientes e assim, venderem mais produtos. Tente tirar as caixas de som de uma “zona de conforto”, isto é, o local onde ela está montada, já que aquele recinto é acusticamente feito para “aguçar” as qualidades de uma caixa de som e esconder os defeitos.

Após esta comparação física, você pode fazer a compra online, se achar que é mais barato, ou pode usar o preço online para barganhar com o vendedor da loja. O importante é ter um pouco de paciência para encontrar o melhor negócio.

Se você não tem acesso às caixas de som que mais gosta, tente pelo menos escutar caixas da mesma marca. A tendência é que o som entregue seja bem similar entre elas, só melhorando de qualidade à medida que você sobe na hierarquia de caixas de som da fabricante.

Depois destas dicas, só não espere que sua caixa de som xing ling seja um adversário à altura de uma boa caixa de som.

2 comentários para “Como comprar uma boa caixa de som?”

  1. Juliano

    Olá. Poderia me indicar uma ou mais caixas de som para um cantor iniciante?

    Responder
    • Equipe Palpite Digital

      Juliano, depende muito do seu objetivo. A dica geral melhor a te dar é investir em qualidade, mesmo que isso signifique economizar para comprar a caixa de som mais tarde.

      Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)