Para garantir que seu computador, servidor, disco rígido, HD externo, roteador, telefone e outros dispositivos não estejam apenas protegidos contra piques de luz, mas também não parem de funcionar, você precisa de uma fonte de alimentação ininterrupta, popularmente conhecida como nobreak.

Além de ajudarem a salvar seu equipamento de desligamentos inesperados, o nobreak acaba se tornando também um equipamento de segurança para evitar que seus equipamentos queimem. Mas não basta comprar qualquer nobreak: você tem que saber escolher o modelo certo para suas necessidades.

Escolhemos então alguns critérios que consideramos mais importantes para você escolher um nobreak ideal e que não vai te deixar na mão.

Quanta energia você vai precisar?

Uma das duas maneiras que nobreaks são dimensionados é a quantidade de energia que oferecem, normalmente indicada em Volt-Ampères (VA). Se o computador, monitor e qualquer outra coisa que você ligue no no pedem mais energia do que o nobreak possa entregar, o aparelho de destino não funcionará quando não houver energia.

Um bom nobreak vai sentir que você conectou a ele mais coisas do que ele é capaz de fornecer energia de backup e irá falhar ou alertar de imediato, para que você saiba que você está exigindo demais do aparelho. Mas alguns não vão fazê-lo e por isso, não deixe de testar o aparelho com tudo ligado, retirando a tomada do nobreak da parede e vendo o que acontece. Faça isso assim que seu nobreak chegar, principalmente para testar se ele realmente entrega a potência que promete.

Nobreaks com maior capacidade custam mais do que os de baixo consumo, então você precisa encontrar um equilíbrio entre potência e preço. Além disso, os fornecedores podem calcular quanta energia um dispositivo usa de maneiras diferentes, então você não pode simplesmente adicionar números de potência de qualquer jeito. Além disso, alguns dispositivos usam mais energia ao iniciar, o que pode ser um peso para o nobreak.

Para uma margem de erro segura, escolha um modelo de nobreak que tenha uma potência entre 20%-30% maior do que sua necessidade máxima com vários produtos ligados a ele. Para ter uma ideia geral de quanto todos os seus aparelhos ligados ao nobreak irão exigir de energia, basta usar uma das diversas calculadoras online para potência de nobreaks, inclusive no site das próprias fabricantes, e adicionar os 20%-30% para escolher seu modelo ideal.

Cuidados ao escolher nobreak

Você com certeza não vai querer que seu nobreak fique desse jeito, cheio de tomadas. Portanto, escolha a quantidade certa de entradas para sua necessidade. (Foto: www.penguintutor.com)

Por quanto tempo o nobreak fornece energia?

Um nobreak não é um gerador de energia. Um bom nobreak é geralmente bom por cinco a vinte minutos de energia, dependendo de quão grande é a bateria, e quantas coisas que você está alimentando com ele.

Você deve estar à procura de energia suficiente para resistir a uma breve interrupção, e deixá-lo fechar os aplicativos em um ambiente calmo, de forma ordenada e salvando todos os seus trabalhos. Se você quiser continuar fora da energia por mais tempo, é melhor usar um aparelho com bateria dedicada, como um notebook, tablet ou smartphone, tendo em mente que seu nobreak não pode alimentar a sua banda larga/WiFi por mais de uma ou duas horas.

Como é que o nobreak decide quando entrar em ação?

Em termos de trabalho com nobreaks, existem três principais formas de funcionamento, em ordem crescente de tolerância para os problemas de energia (e no preço):

Standby/Espera

Aqui, a energia da bateria do nobreak é usada somente quando a tensão cai abaixo de um certo nível, como abaixo de 90 volts (ou quando some completamente). Este é o tipo mais barato de nobreak, e é onde a maioria das pessoas começa.

Online Interactive/Online Interativo

Este tipo de no-break possui um transformador e por isso, se a tensão AC fica muito baixa (ou muito alta), ela traz a energia de volta dentro de um intervalo de destino e só “vai para a bateria” quando a tensão de entrada é muito baixa ou inexistente. Se a energia em sua região é muito instável (ex.: seu estabilizador “pisca” muito), esta é uma boa opção de nobreak. Porém, a variação de tensão para uma mais baixa freqüentemente é ruim para a bateria, já que ela é acionada mais vezes, reduzindo sua capacidade e duração utilizável.

Online/Dupla conversão

Aqui, o nobreak sempre recebe energia em CA (Corrente Alternada), transformando-a em CD (Corrente Direta e depois de volta para CA. Esse é o nobreak se a região onde você está tem muitas interrupções, quedas ou micro-interrupções ou se você tem equipamentos que precisam de energia de onda senoidal.

Como se parece a energia de saída do nobreak?

Se você olhar para a corrente alternada a partir de sua tomada de parede em um osciloscópio, o nível de potência parece uma onda senoidal.

A bateria do nobreak tem como saída a corrente contínua e circuitos do nobreak estão transformando isso em corrente alternada. Os nobreaks mais baratos, simplesmente colocam como saída a “onda quadrada”, ou seja, a corrente alternada em ondas “quadradas”. Nobreaks ligeiramente mais caros tem como saída a corrente alternada que se parece com degraus. Os modelos mais caros entregam uma corrente alternada que é uma onda senoidal parecida com a corrente que sai de sua tomada de casa.

Muitos dispositivos podem usar o poder de onda quadrada com facilidade. Por exemplo, o computador e o monitor, que têm fontes de alimentação, provavelmente podem, pois equalizam essa energia ao chegar na fonte e antes de distribuir para os circuitos e partes integrantes do sistema. Mas muitos dispositivos não podem, como alguns roteadores sem fio: eles não vão funcionar direito, pode até não funcionar e serem danificados. Então, você precisa fazer um pouco de pesquisa (ou testes).

Nobreaks de dupla conversão custam mais, mas a diferença de custo será muito menor do que não ser capaz de trabalhar, perder o trabalho em andamento, ou danificar o seu equipamento.

Modelo simples de nobreak

Modelos como o da foto estão entre os mais simples nobreaks do mercado. Porém, você pode encontrar unidades de diversos tamanhos e com diversos extras também. (Foto: ww.jtnobreak.com.br)

Tomadas de energia

Todos os nobreaks têm tomadas que proporcionam a energia diretamente aos aparelhos, o que significa que quando há um problema de energia, estas tomadas ainda vão estar conectadas. Estas tomadas são onde você conecta seu computador, monitor principal, caixa de cabo/roteador, discos rígidos externos, ou seja: é a engrenagem que você quer que continue funcionando quando acontecerem os piques de energia.

Alguns também têm tomadas que oferecem todo o tipo de proteção contra surtos, picos e ruídos na energia, mas não contra quedas, piques ou interrupções. Ligue impressoras, scanners e outros equipamentos que você não se importa de pararem quando acabar a energia destas tomadas.

Alguns no-breaks também têm entradas de Ethernet, cabo e/ou tomadas de telefone, permitindo que você também proteja estas linhas contra surtos e picos.

Um simples antigo nobreak do tipo de standby/espera, com energia suficiente, pode ser bom o suficiente para você, ao menos que sua rede elétrica seja demasiadamente instável ou o seu modem de cabo e roteador precisam de melhor energia.

Considerações Finais

Se você quer um bom nobreak, você não vai gastar menos de R$400. Além disso, não esqueça de procurar modelos com selos do INMETRO e certificados pela ANEEL. Por isso, é sempre bom também conversar com outras pessoas que compraram nobreaks, pesquisar na rede por reviews, análises e opiniões de compradores. E acima de tudo, qualquer dúvida que você ainda tiver, volte aqui nos comentários e pergunte. Estamos aqui pra te ajudar a fazer um bom investimento e não se arrepender depois!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)