O ambiente on-line, muitas vezes, faz com que o usuário exponha seus dados, sem nem se dar conta do que está fazendo. Grande parte por causa da praticidade oferecida, downloads de aplicativos, transações bancárias, compras on-line, troca de mensagens, cadastros em sites, participação em fóruns e acesso a redes sociais são apenas algumas amostras de como estamos habituados a compartilhar um número sem fim de informações na internet, de modo quase automático.

O xis da questão, porém, está justamente no controle desse tipo de informação: afinal, quem tem acesso? Como esses dados estão sendo utilizados? E, principalmente, para o que eles ainda poderão servir?

Importância da segurança online

No mundo conectado, sua vida tem que receber algumas camadas de segurança, ou você estará vulnerável a ataques e a perder informações pessoais importantes, que podem ser usadas em golpes contra você. (Foto: opentecblog)

Violação de Privacidade, Realmente, Preocupa o Usuário?

Experimente tentar responder para si mesmo, qual foi a última vez em que você leu um termo de responsabilidade na internet – antes da instalação de um programa ou da criação de e-mail, por exemplo? É natural até que surjam respostas como “nunca li um termo por completo” ou, ainda, “nunca sequer prestei atenção em algum tópico de um termo de responsabilidade”.
Nesse cenário, é comum que o usuário – no geral – assuma uma postura indiferente a questões de cybersegurança, tornando-se alvo fácil de criminosos virtuais – os chamados hackers.

A despreocupação por parte do internauta com o modo como seus dados pessoais possam vir a ser utilizados, portanto, abre brechas para que novas ameaças no mundo virtual se concretizem, sendo indispensável contar com recursos de proteção capazes de barrar a ação de invasores e monitorar o compartilhamento de nossos dados.

Conectividade e segurança online

Ao se conectar ao mundo, você abre uma grande quantidade d de informações para o mundo também. O problema é que se você não tiver qualquer segurança, essas informações estarão acessíveis facilmente, e isso não é nada bom. (Foto: evts)

Prevenção Aliada ao Bom Senso

Acesso a redes wi-fi sem verificação – conectando-se ao primeiro sinal livre que encontrar; senhas extremamente simples – como “admin” ou “123456” – facilmente descobertas; e downloads realizados de fontes desconhecidas, propício à infecção de vírus, são formas de destacar a importância de se abrir os olhos para a vulnerabilidade do usuário diante de tudo aquilo que ele faz e compartilha na internet.

Aqui, o ideal é educar as pessoas sobre o uso seguro das tecnologias, abordando questões como os perigos da falta de atenção na web e, principalmente, sobre a adoção de métodos de segurança, como programas antivírus.

Responsável por proteger seus dados e dispositivos, o antivírus da Bitdefender é uma alternativa premiada em todo o mundo, tendo sido consagrado como uma das melhores opções do mercado. Atuando no monitoramento constante de dispositivos em diferentes formatos, o recurso surge com a intenção de fortalecer as barreiras de defesa do usuário, alertando-o também sobre o seu próprio papel para uma internet mais segura. Isso porque, ao aderir uma postura preventiva para si, o usuário passa a servir de exemplo para outros, criando assim uma verdadeira rede de apoio e conscientização a respeito dos perigos envolvendo a exposição excessiva de nossos dados na rede.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)