Violações maciças de dados, profissionais de marketing acompanhando cada passo seus online, pessoas suspeitas explorando as fotos que você compartilhou nas redes sociais. A lista de aborrecimentos digitais continua. No entanto, não é totalmente impossível ter controle sobre seus dados. Veja como melhorar sua privacidade online.

Verifique as configurações de privacidade na internet

Se você tem contas sociais, essas redes têm muitas informações sobre você, e você pode se surpreender com o quanto isso é visível para qualquer pessoa na Internet por padrão. É por isso que recomendamos que você verifique suas configurações de privacidade: cabe a você decidir quais informações você deseja compartilhar com estranhos em relação a seus amigos, ou até mesmo a ninguém além de você. Altere as configurações de privacidade da sua conta de rede social nas configurações de privacidade do Facebook, Twitter, LinkedIn, Instagram, Snapchat e qualquer outra rede social..

Não use armazenamentos públicos para informações privadas

O compartilhamento não se limita às redes sociais. Não use serviços online destinados a compartilhar informações para armazenar seus dados privados. Por exemplo, o Google Docs não é o lugar ideal para armazenar uma lista de senhas, e o Dropbox não é o melhor local para cópias de passaporte, a menos que elas sejam mantidas em um arquivo criptografado. Não use serviços destinados a compartilhamento para armazenar seus dados privados.

Evite o rastreamento na internet

Quando você visita um site, seu navegador revela um monte de coisas sobre você e seu histórico de navegação. Os profissionais de marketing usam essas informações para criar um perfil para você e segmentá-lo com anúncios. O modo de navegação anônima não pode impedir esse rastreamento. você precisa usar ferramentas especiais. Use a navegação privada com programas especiais para evitar o rastreamento da Internet ou use uma VPN.

Mantenha seu endereço de email principal e número de telefone privados

Sua recompensa por compartilhar seu endereço de email e número de telefone? Toneladas de spam na sua caixa de entrada de email e centenas de chamadas automáticas no seu telefone. Mesmo que você não possa evitar compartilhar essas informações com serviços da Internet e lojas online, não compartilhe com pessoas aleatórias nas redes sociais. E considere a criação de um endereço de e-mail descartável separado e, se possível, um número de telefone separado para esses casos. Crie uma conta de email adicional e adquira um cartão SIM adicional para usar em compras online e outras situações que exijam o compartilhamento de seus dados com estranhos.

Privacidade na rede

Melhore sua privacidade na internet e evite que seus dados sejam usados contra você. (Foto: Techweez)

Use aplicativos de mensagens com criptografia de ponta a ponta

A maioria dos aplicativos modernos de mensagens usa criptografia, mas em muitos casos é o que eles chamam de criptografia em trânsito: as mensagens são descriptografadas do lado do provedor e armazenadas em seus servidores. E se alguém hackear esses servidores? Não corra esse risco e escolha uma criptografia de ponta a ponta. Assim, até mesmo o provedor de serviços de mensagens não consegue ver suas conversas. Pesquise e encontre bons apps de bate papo para essa finalidade.

Use senhas seguras para melhorar sua privacidade

Usar senhas fracas para proteger suas informações privadas é tão bom quanto gritar essas informações para os transeuntes. É quase impossível memorizar senhas longas e exclusivas para todos os serviços que você usa, mas com um gerenciador de senhas você pode memorizar apenas uma senha mestra. Use longas senhas (12 caracteres ou mais) em todos os lugares com uma senha diferente para cada serviço, e um Gerenciador de Senhas para facilitar a criação e o uso de senhas seguras.

Revise as permissões para aplicativos móveis e extensões do navegador

Aplicativos móveis solicitam permissão para acessar contatos ou arquivos no armazenamento do dispositivo e para usar a câmera, o microfone, a geolocalização e assim por diante. Alguns realmente não podem funcionar sem essas permissões, mas alguns usam essas informações para fazer o perfil de marketing (ou pior). Felizmente, é relativamente fácil controlar quais aplicativos recebem quais permissões. O mesmo acontece com as extensões de navegador, que também têm tendências infelizes de espionagem.

Analise as permissões que você dá para aplicativos para dispositivos móveis no Android ou iOS, indo para as configurações de privacidade do seu smartphone ou tablet. Há aplicativos que podem facilitar esse gerenciamento.

Não instale extensões do navegador, a menos que você realmente precise delas. Verifique cuidadosamente as permissões que você dá para essas extensões.

Proteja seu telefone e computador com senhas

Nossos computadores e telefones armazenam muitos dados que preferimos manter em sigilo, portanto proteja-os com senhas. Essas senhas não precisam ser complicadas e exclusivas, mas devem manter pessoas aleatórias fora. Em dispositivos móveis, melhore um pouco: PINs de seis dígitos ou senhas reais em vez de quatro dígitos e padrões de bloqueio de tela. Para dispositivos que suportam autenticação biométrica, seja leitura de impressões digitais ou desbloqueio de face, isso geralmente é aceitável, mas lembre-se de que essas tecnologias tem limitações. Use senhas ou autenticação biométrica para bloquear seus telefones, tablets e computadores.

Desative as notificações da tela de bloqueio

Proteja seu telefone com uma senha longa e segura, mas deixe as notificações na tela de bloqueio? Agora, qualquer pessoa pode ver suas informações. Para evitar que essas informações apareçam na tela bloqueada, configure as notificações corretamente em cada aplicativo. Ou segure e pressione sobre a notificação e escolha para silenciar ou bloquear.

Mantenha-se privado em redes Wi-Fi

Normalmente, as redes Wi-Fi públicas não criptografam o tráfego, e isso significa que qualquer pessoa na mesma rede pode tentar espionar seu tráfego. Evite transmitir dados confidenciais como logins, senhas, dados de cartão de crédito e assim por diante por meio de Wi-Fi público e use uma VPN para criptografar seus dados e protegê-los de curiosos.

Evite usar o Wi-Fi público, se possível;  Se você precisar se conectar a um hotspot público, use uma conexão VPN segura.

Como você garante sua privacidade na internet? Quais estratégias funcionam para vocês?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)