Todos nós vivemos ou viveremos um momento em que o nosso PC se torna obsoleto e uma substituição era necessária. Talvez tenha chegado o momento para comprar o computador dos seus sonhos e este guia vai ajudar você a escolher um dos componentes mais caros e mais importantes na sua plataforma: a placa mãe.

Determine o objetivo ou a tarefa que você deseja realizar com o seu PC: é uma máquina multimídia, para jogos ou uso de escritório? Já definindo este uso, você já define também uma faixa de preço. Saiba que quanto mais trabalho gráfico você exigir de uma máquina, mais cara vai ser a placa mãe.

Comece escolhendo as peças (CPU, RAM, fonte de alimentação, etc.) Escolher uma placa-mãe é um processo que começa do fim para trás, especialmente se é a primeira vez que uma pessoa está realizando isso. Assim, você consegue já ir poupando nas peças da placa mãe e definindo mais ou menos o perfil que ela tem que ter.

Assim que você tiver definido as especificações para seu PC, busque uma placa mãe que suporte tais especificações. Busque sempre escolher peças com o melhor custo/benefício. Assim, a placa-mãe terá um desempenho e preço mais similar às peças que você comprar. Porém, pense que você sempre vai querer uma placa mãe que suporte uma configuração melhor do que você já tem, pois assim, caso seja necessário, seu computador poderá ganhar uma sobrevida.

Revise suas escolhas, pesquise e compare na internet, veja o preço das peças. Tome o tempo que você precisa e não se apresse, mesmo que tenha uma promoção muito boa. Assim, você evitará que erros bobos aconteçam.

Escolhendo uma placa-mãe

Uma boa placa-mãe é o esqueleto de um computador que durará um bom tempo. (Foto: www.overstock.com)

Finalmente, pesquise online por preços e nas lojas físicas. Negocie, veja se consiga bônus e busque por promoções. Tenha sempre uma lista com sua preferência de placas de mais de uma marca, pois assim você consegue ter um leque maior de negociação com lojistas e conseguir melhores condições.

Leia sempre o máximo que você puder sobre as placas mãe e as configurações. Estamos repetindo isso porque é muito importante saber como andam as comparações mundo afora. Muitos fóruns e sites tem testes constantes das placas, com resultados mais do que confiáveis. É também uma oportunidade para saber mais sobre outras partes do computador em geral, ou seja, o que é um soquete do processador ou que tipos de RAM atualmente existem no mercado e quais são as diferenças entre eles.

Não tente comprar a placa-mãe mais recente no mercado, ao menos que você realmente precise. Vai custar-lhe uma fortuna e, a longo prazo, não vai valer a pena. Porém, escolher uma placa mãe que só vá atender suas necessidades mais urgentes, não é uma boa ideia. Compre uma placa mãe um pouco acima da média pois assim, você dá uma sobrevida boa ao seu computador, já que a vida útil da tecnologia é muito curta. E as placas topo de linha podem deixar um computador tão caro que, quando você for fazer um computador novo, vai se arrepender do tanto que gastou.

Não se apresse e assim, faça a melhor compra possível com seu dinheiro. Bem simples, não?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)