O hardware são as partes físicas do próprio computador. Isso inclui a Unidade Central de Processamento (CPU), unidades de armazenamento, placas mãe, placas de vídeo, memória, etc. Outras partes extras chamados componentes ou dispositivos periféricos incluem o mouse, impressoras, modems, scanners, câmeras, etc. Para que todos esses componentes sejam usados apropriadamente dentro de um computador, é necessário que a funcionalidade de cada um dos componentes seja traduzida para algo prático. Surge então a função do sistema operacional, que faz o intermédio desses componentes até sua função final, como, por exemplo, processar os cálculos na CPU que resultam em uma imagem no monitor, processar os sons de um arquivo MP3 e mandar para a placa de som do seu computador, etc. Dentro do sistema operacional você ainda terá os programas, que dão funcionalidades diferentes ao computador. Mas vamos dar detalhes para cada uma das partes do computador e do software.

Principais componentes de um PC: CPU

A Unidade de Processamento Central (CPU) é o cérebro de um computador. É a base sobre a qual é construída a estrutura de um computador. Uma CPU funciona, basicamente, como uma calculadora. Os programas enviam cálculos para o CPU, que tem um sistema próprio de “fila” para fazer os cálculos mais importantes primeiro, e separar também os cálculos entre os núcleos de um computador. O resultado desses cálculos é traduzido em uma ação concreta, como por exemplo, aplicar uma edição em uma imagem, escrever um texto e as letras aparecerem no monitor do PC, etc.  A velocidade de um processador está relacionada à velocidade com que a CPU é capaz de fazer os cálculos. Quanto mais rápida a CPU, mais rápidos serão os cálculos, e mais resultados você terá ao mesmo tempo. Já o número de núcleos de um computador está relacionado a quantidade de cálculos que podem ser realizados simultaneamente. Quanto mais núcleos, geralmente, mais eficiente serão efetuados os cálculos pela CPU, pois eles serão divididos entre os diferentes núcleos para se ter resultados mais rapidamente, sem necessariamente ter um processador mais rápido.

Conhecendo as partes de um computador

Conheça as partes de um computador para melhorar suas habilidades de informática e, quem sabe, até montar seu próprio computador. (Foto: www.thepchome.co.uk)

Coolers e ventoinhas do computador

Quando cada parte de um computador realiza uma tarefa, elas usam eletricidade. Essa eletricidade usada tem como uma consequência a geração de calor, que deve ser dissipado para que o computador continue funcionando sem problemas e sem engasgos no desempenho. Os coolers e ventoinhas são responsáveis por promover uma circulação de ar dentro da case do CPU. Essa circulação de ar provoca uma troca de temperatura entre o processador e o ar que ali está passando ou, por exemplo, o líquido de um water cooler (mas mesmo water cooler precisa de ar para se resfriar, através do radiador). Essa troca de temperatura provoca o resfriamento dos componentes do computador, mantendo seu funcionamento intacto e prolongando a vida útil das peças, já que a temperatura também é responsável por degradar o desempenho com o tempo. Com o acúmulo de poeira, ventoinhas e coolers tem mais dificuldade para resfriar um computador e por isso, precisam ser limpos com uma certa frequência.

Componentes externos do PC: teclado de computador

O teclado é usado para digitar informações para o computador, além de também enviar comandos para o processador. Há muitos designs diferentes de teclados, bem como tamanhos, sendo o teclado QWERTY (nomeado de acordo com as primeiras 6 teclas do teclado).  Há outros modelos de teclado, que mudam a disposição das tecladas. Geralmente o modelo de teclado padrão tem 101 teclas. Os comandos do teclado traduzem as digitações em mensagens ou ações (como pressionar Alt + Tab para trocar de janelas no sistema operacional).

Componentes de entrada e saída de computadores: discos de armazenamento

Estamos falando tanto de discos de armazenamento móveis, como CDs, DVDs, e Blu-Rays, quanto os discos de armazenamento usados em um computador. Independente da tecnologia de armazenamento, o propósito de um disco é guardar informações, cálculos, programas, aplicativos, músicas, vídeos, etc.

Discos de armazenamento removíveis, tais como CDs, DVDs, Blu-Rays, tem uma velocidade mais lenta para leitura e gravação dos dados. Isso significa que o computador demora mais tempo para acessar as informações dessas mídias, ou gravar novas informações nelas.

Um disco de armazenamento interno tem uma velocidade de acesso mais rápida, dado que está diretamente ligado aos componentes físicos de um computador. É onde o sistema operacional e os programas ficam instalados para uso pelo computador.

Um pen drive funciona como um disco removível, sendo mais lento no trabalho de leitura.

Mouse

A maioria dos computadores modernos hoje tem um mouse. Geralmente, se o mouse possui dois botões, sendo um para selecionar objetos, e um para mostrar menus e opções de edição sobre esses objetos. Entre os dois botões, há geralmente uma “roda” de seleção, que permite rolar textos, linhas, e menus na tela de um computador. Abaixo do mouse, geralmente é usado um sistema de rastreamento da posição do mesmo, que se traduz em movimentos na tela. Esse sistema é, na maior parte das vezes, óptico, utilizando lasers, infravermelho, ou outro tipo de luz, traduzindo a posição do mouse em movimentos do cursor na tela. Há mouses com mais botões, geralmente usado para jogos, e mouses com um botão apenas, mas o princípio de uso de todos eles é o mesmo.

Monitores de computador

O monitor mostra informações na tela quando você digita ou quando seleciona dados para exibição com um mouse. Isto é chamado de saída de informação. O monitor é responsável por mostrar, de forma visual, os resultados dos cálculos realizados pela CPU e placas de vídeo (quando elas são usadas). Dessa forma, ao invés de um cálculo feito pela CPU mostrar resultados numérico, ele será traduzido em uma resposta visual, acendendo as cores de um monitor corretamente para mostrar a qual resposta visual um cálculo resultaria. Um exemplo: o computador usa o código binário para seus cálculos, isto é, apenas resultados 0 ou 1. No código binário, a letra A maiúscula, é o resultado 01000001. Ao ter esse número como resultado, a CPU envia uma mensagem para o monitor que, por sua vez, acende as luzes na tela que formem a letra A.

Impressoras

A impressora usa as informações que estão na tela ou armazenadas em um arquivo salvo e as transfere para o papel. Existem muitos tipos diferentes de impressoras com vários níveis de qualidade e tecnologia. Podem ser conectadas a um computador através de uma rede sem fio ou por cabos.

Modem e placa de rede

Um modem é usado para permitir a comunicação entre uma rede de computadores via cabos ou através de redes móveis de dados. A placa de rede, presente em placas mães ou como uma placa separada, é como um comunicador entre diferentes computadores. A placa de rede, em conjunto com um modem, permite que haja uma comunicação entre o computador e a internet, permitindo tanto o envio quanto a recepção de dados pelo computador. Aparecem com diversos modelos, tecnologias, e velocidades.

Scanners

Permitem traduzir imagens, textos em papéis, e fotografias para o computador. Um scanner, basicamente, tira uma “foto” da fotografia, pintura, ou texto que você quer passar para o computador, digitalizando o arquivo. Em outras palavras, o scanner transforma um arquivo físico em um arquivo digital.

Case ou gabinete para computador

O gabinete abriga os componentes internos de um computador, incluindo a placa mãe, processador, fonte, discos de armazenamento, leitores de discos, etc. Um gabinete pode ter diversos tamanhos e designs, mas seu propósito é bem simples: proporcionar proteção aos componentes internos de um computador e, ao mesmo tempo, oferecer um design que proporciona a melhor circulação de ar pelo interior do gabinete. no case é que são conectados coolers, radiadores, ventoinhas, para acelerar a troca de temperatura entre os dispositivos internos e o ar externo.

Placa mãe de um computador

Se o CPU é o cérebro de um computador, a placa mãe é o esqueleto. A placa mãe é responsável por organizar a distribuição dos cálculos para o CPU, conectando todos os outros componentes externos e internos ao processador. Ela também é responsável por enviar os resultados dos cálculos para seus devidos destinos. Uma placa mãe pode ser onboard, ou seja, com componentes como placas de som e placas de vídeo fazendo parte da própria placa mãe, ou off board, com todos os componentes sendo conectados a ela. Para possibilitar a comunicação entre as partes de um computador, uma placa mãe utiliza diversas tecnologias de transferência de dados, tais como o padrão IDE, SATA, USB, Firewire, etc. Tais tecnologias de comunicação são disponibilizadas através de portas na placa mãe, e são usados cabos com a tecnologia apropriada para conectar as partes.

Placas de som

Permitem que os computadores traduzam os resultados dos cálculos de uma CPU em sons. O CPU inteligente, quando recebe cálculos de sons, envia esses cálculos para a placa mãe, desafogando a fila do processador e tornando mais eficiente o processamento de dados. Uma placa de vídeo pode ser onboard, quando já tem o chip diretamente na placa mãe, ou offboard, quando é uma placa de som dedicada para produzir o som.

Placas de vídeo

Permitem que os resultados numéricos dos cálculos de um processador sejam traduzidos em imagens e gráficos para aparecer em um monitor. A CPU envia para a placa de vídeo os cálculos referentes a imagens e vídeos, desafogando o processamento de dados pela CPU, e tornando os cálculos mais eficientes. Pense da seguinte forma: é melhor pedir para um especialista fazer um trabalho ou pedir para alguém que sabe um pouco de tudo fazê-lo? Enviar os dados de vídeo para uma placa de vídeo processar é a mesma coisa que pedir a um especialista para fazer o trabalho para o generalista (no caso, o CPU).

Memória

Lembra que falamos sobre a fila de processos para serem calculados no processador? Basicamente, a memória é onde os membros dessa fila aguardarão por sua vez nos cálculos da CPU. De quebra, a memória RAM ainda funciona como uma “fila expressa” para os dados armazenados nos discos de armazenamento. Como?

Os discos de armazenamento transferem informações de arquivos e programas para a memória RAM. Como o processador consegue acessar mais rápido a memória RAM do que as informações gravadas nos discos de armazenamento, a CPU pode fazer cálculos mais rapidamente, pois a fila roda mais rápido do que se acessasse os discos de armazenamento diretamente.

Fonte de computador

A fonte é o sistema digestivo e o metabolismo de um computador. É responsável por fornecer energia às partes que compõe um computador, de forma eficiente e protegendo as peças de surtos de energia. Uma boa fonte também é responsável por regularizar a tensão elétrica e a corrente elétrica de uma rede (respectivamente conhecidas elos leigos como voltagem e amperagem).

Drive óptico

Responsável por fazer a leitura de dados de CDs, DVDs, Blu-Rays e outras mídias, traduzindo as informações armazenadas nesses discos de armazenamento para o computador. Pode também ser um gravador de informações nesses discos, quando é usado um leitor/gravador.

Webcam e microfone

São dispositivos de comunicação. A WebCam é uma câmera, que traduz sua própria imagem para o computador ou para envio para um outro computador através de uma rede. O microfone recebe os sons de seu ambiente ou sua própria voz e os traduz em dados para serem armazenados no seu computador ou para envio por uma rede.

Controles para jogos em computadores

São as chamadas manetes e joysticks, usados especificamente para jogos. Pode também assumir a forma de pedais e volantes para jogos de corrida. Esses controles funcionam basicamente como um teclado, mas enviam comandos para um jogo que traduz esses comandos em movimentos dos personagens do jogo ou dos veículos sendo pilotados.

Software de computador: sistema operacional

Vamos entender o sistema operacional da seguinte forma: cada componente de um computador fala uma língua diferente. A CPU é capaz de traduzir todas essas línguas, mas ela não sabe traduzir sozinha, sendo necessário um intermediador. Ao mesmo tempo, a CPU precisa do mesmo intermediador para transformar os cálculos em uma mensagem com significado. Aí entra o sistema operacional: ele é o intermediador entre o CPU e todas os outros componentes de um computador.

O sistema operacional transforma em imagens todos os comandos que outrora precisavam ser enviados por texto ao computador. O CPU entende apenas dígitos binários. Imagine se, para acessar um site, ao invés de digitar o nome do site você tivesse que digitar uma série enorme de 0 e 1? O sistema operacional, com o auxílio das chamadas linguagens de programação, consegue traduzir todos esses 0 e 1 em resultados gráficos ou sonoros, facilitando a interação entre o humano e a máquina.

Programas de computador

Se o sistema operacional é um intermediador para o CPU, os programas podem ser entendidos como os intermediadores entre o computador e o ser humano. Como assim?

Um programa tem o propósito de facilitar uma tarefa no computador. Assim sendo, como exemplo, se você pretende editar uma foto no computador, ao invés de ter que escrever várias linhas de código no sistema operacional, um programa de edição de fotos vai proporcionar uma interface gráfica de fácil utilização para que você possa traduzir seus comandos de edição mais facilmente, através de ícones de edição, gestos, toques no mouse, etc. O programa, por sua vez, traduz esses comandos em cálculos para o sistema operacional, que organiza essas informações e envia para a CPU retornar com um resultado. Esse resultado é então traduzido pelo sistema operacional, enviado para o programa, e este, por sua vez, produz um resultado. Pode ser um recorte na imagem, a troca de cor de uma foto, etc. Esses processos acontecem em milésimos de segundos, e a nossa explicação demora muito mais tempo do que o processo de envio de cálculos e recepção de resultados de um computador.

Drivers de computador

Para finalizar, temos os drivers. Todo relacionamento precisa tem uma discussão de relação para que um entenda o outro. Os drivers são a DR entre as diferentes peças de um computador e o sistema operacional. Apesar de falarem a mesma língua, eles precisam de uma ponte entre eles para que um entenda o outro melhor e assim, eles possam ser traduzidos corretamente para o CPU, utilizando assim todos os recursos das partes de um computador de forma mais eficiente.

Esquecemos de explicar alguma parte de computador? Deixe nos comentários o que esquecemos ou sua sugestão de explicação. Somos muito gratos por sua participação.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)