Projetos caseiros de eletrônica são muito legais, e eles geralmente utilizam um Arduino ou Raspberry Pi como cérebro do projeto. A questão principal, no planejamento do projeto, é como decidir qual dessas duas plataformas é melhor para o seu projeto específico, pois dadas as semelhanças pode realmente ficar difícil escolher um ou outro. Mas depois de dedicar algum tempo analisando cada uma dessas plataformas, fica fácil saber qual delas é a melhor opção. Nós criamos este guia super simples para ajudar você a começar.

Arduino e Raspberry Pi: qual a diferença?

Um Arduino é uma placa-mãe microcontroladora. Um microcontrolador é um computador simples que pode executar um programa de cada vez. A diferença é que o Arduino tem uma interface extremamente simples de utilizar e modular, ou seja, você pode adicionar e remover funções à placa mãe sem muita complicação ou conhecimentos complexos de engenharia ou eletrônica.

Já o Raspberry Pi é um computador de uso geral, que pode ser usado com um sistema operacional (geralmente Linux), e a capacidade de executar vários programas ao mesmo tempo. É mais complicado de usar do que um Arduino, mas possui a mesma capacidade de modularidade. Vale lembrar que como computador, o Raspberry executa as funções básicas de um computador moderno, dado seu tamanho e sua custo-efetividade.

Arduino e Raspberry Pi: Integração

Você pode usar os dois sistema integrados, para obter o melhor de dois mundos: usar a modularidade do Arduino e do Raspberry, ao mesmo tempo em que usa as funções de computação do Raspberry para efetuar tarefas mais complexas que o Arduino não conseguiria sozinho. Mas não vamos atropelar os bois, pois ainda nem falamos das funções de cada um. Só queríamos deixar bem claro que você não precisa optar entre um e outro, e que você pode muito bem ficar com os dois e aproveitar para projetos eletrônicos de ótima qualidade.

Raspberry ou Arduino

Tanto o Raspberry Pi quando o Arduino podem atender às suas demandas em um projeto de eletrônica. Você só precisa saber o que vai precisar nesse seu projeto. (Foto: www.embarcados.com.br)

Qual a utilidade para um Arduino?

Você vai usar um Arduino para tarefas simples e repetitivas: abrir e fechar uma porta, fazer uma a leitura de temperatura e enviar um relatório por email ou Twitter para você. São comandos simples.

Qual a utilidade para um Raspberry Pi?

O Raspberry Pi é melhor usado quando você precisa de um computador completo, mas compacto. Isso acontece em projetos onde várias tarefas tem de ser executadas ao mesmo tempo, como aquelas que envolvem cálculos intensos para criptografia. Outro exemplo seria um centro de mídia, que envolve receber comandos de vários dispositivos, bem com gerenciar dispositivos de armazenamento.

Como me decidir entre o Raspberry Pi e o Arduino?

Pesquisamos bastante para fazer esse artigo, e vimos as mais complicadas respostas para essa pergunta. Nós ficamos rindo atrás do computador, porque a resposta é relativamente simples. Engenheiros é que geralmente complicam esse tipo de coisa e projetos eletrônicos tem que ser divertidos e práticos, não complicados. Se está complicado demais, você está fazendo algo errado (conselho de uma palestra de um engenheiro da NASA).

Pense no que você quer que seu projeto faça. Se você o seu projeto tem apenas uma, duas, ou três tarefas (três já é forçar um pouco a barra) para executar, um Arduino é mais do que perfeito para o trabalho. Mais do que isso, e você estará mesmo é procurando um Raspberry Pi.

Não entendeu ainda? Não tem problema, vamos exemplificar.

Você quer monitorar sua horta para saber quando ela precisa de mais água, e quer que seja enviada uma mensagem por email quando a terra estiver muito seca. Um Arduino é perfeito para essa tarefa.

Se você quiser fazer esse mesmo monitoramento mas, ao mesmo tempo, cruzar as informações com o serviço de meteorologia para não regar suas plantas a toa, saber também o pH do solo, e talvez tirar uma foto das plantas automaticamente a cada X dias, o Raspberry Pi é melhor para essa tarefa.

Porém, perceba que na segunda tarefa, você poderá usar o Arduino como um módulo do Raspberry. Inclusive, pode ser uma ótima oportunidade para você aprender novas habilidades, e aprender como mexer no Arduino e em novos sensores.

Está simples demais para ser verdade…

Esta é a regra de ouro da eletrônica. Acredite ou não, o simples já será hiper complicado, pois os problemas da eletrônica acontecem nas horas e momentos que menos esperamos. A resolução de problemas pode demorar horas, dias. Pegue o exemplo da própria NASA: muitas das falhas catastróficas em lançamentos foram causadas por problemas eletrônicos, e alguns deles nunca foram solucionados. Estamos falando, teoricamente, dos melhores engenheiros do mundo. E você realmente quer complicar uma escolha de um simples controlador para seu sistema caseiro?

Mas eu ainda estou confuso, qual deles escolher?

Se você está confuso, o Arduino é a melhor escolha para iniciantes, pois é mais simples, executa menos tarefas, e a solução de quaisquer problemas que ele apresentar será muito mais fácil. Como bônus, é ainda uma boa introdução para entender o funcionamento de microcontroladores, circuitos, e placas mãe, para quem está começando na eletrônica.

Qual você escolheu? Raspberry ou Arduino? Por que? Deixe nos comentários sua escolha e seus motivos!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)