Na sexta feira 16/09/2011 estive em São Paulo para participar de mais uma edição do Google Developer Day 2011. Para quem não conhece ainda o Google Developer Day  (abreviado como GDD) é um evento anual que o Google realiza em diversas cidades ao redor do mundo. No GDD são apresentadas palestras sobre as principais ferramentas de desenvolvimento oferecidas pela empresa. O objetivo do evento é levar aos desenvolvedores de cada país a possibilidade de conhecer os produtos do Google. O GDD deste ano foi em um hotel a 8km do aeroporto de Congonhas, local apropriado e bem fácil de chegar. Dependendo da cidade em que você está, será fácil encontrar no próprio vôo que estiver outras pessoas para dividir o taxi. :)

Neste GDD de 2011 os principais assuntos tratados foram basicamente Android, Cloud, Social e Chrome.

Mais especificamente houve palestras sobre os seguintes temas:

  • Android
  • Google TV
  • Empreendedorismo
  • Google+ e botão+1
  • HTML5
  • Cloud e PlayN
  • Orkut
  • App Engine
  • Places
  • Fusion Tables
  • Chrome DevTools
  • Youtube: transmissão ao vivo
  • App Script
  • API’s do Google Apps
  • OAuth e OpenID

Obviamente é impossível assistir em apenas 1 dia palestras sobre todos estes assuntos. São 4 salas (verde, vermelha, amarela e azul) em que são exibidas palestras simultâneas. Cada sala exibe 6 palestras ao longo do dia e você pode escolher de qual quer participar. Nem sempre cabem em um sala todos os que estão interessados. Nesta caso, quando a sala fica cheia, os que ficaram de fora acabem tendo que escolher palestras em outras salas.

GDD 2011 Sao Paulo

GDD 2011 Sao Paulo

Ao chegar ao local, o primeiro passo é o credenciamento. Havia um fila enorme para isto e levou quase 30 minutos para que eu conseguisse pegar a credencial e alguns brindes que foram distribuídos. Logo após o credenciamento há uma palestra de abertura que é o “keynote.” No keynote é feita um introdução a respeito de cada uma das tecnologias que serão tratadas ao longo do dia. É uma apresentação bem interessante, recheada de estatísticas e piadinhas nerds, com tradução simultânea e vários telões.

GDD 2011 São Paulo - Keynote

Keynote no GDD2011 São Paulo

Palestras do GDD 2011

As palestras são em geral de nível básico, sendo mais uma apresentação dos produtos do que um treinamento em si. Considerando que são desenvolvedores de todo o país, é mesmo difícil nivelar e portanto faz mais sentido oferecer palestras que exijam menos requisitos para serem entendidas. Assisti a várias e nenhuma delas fica mostrando códigos ou detalhes de implementação ou mesmo ferramentas utilizadas. As palestras são mesmo de nível conceitual, com idéias gerais e dicas importantes sobre os rumos que devem ser tomadas em cada tecnologia. Erros comuns e estratégias vitoriosas também são destacados. Não espere sair do GDD sabendo programar melhor, mas apenas com maior conhecimento a nível global de quais são as sua possibilidades na área.

Palestra Bruno GDD 2011

GDD 2011 - Palestra

Ao fim de cada palestra era possível conversar diretamente com os engenheiros do Google, tirar dúvidas e fazer perguntas. Este é um dos momentos mais interessantes e de maior aprendizado, e especialmente se você já conhece algo a respeito do assunto, é o melhor momento para se aprofundar e perceber outros pontos de vista.

Palestras GDD 2011 - São Paulo - Tira dúvidas

Conversa com engenheiros do Google e palestrantes

Organização do GDD 2011

A organização do evento foi o único ponto negativo que pude observar. Quase tudo funcionou perfeitamente bem, exceto o credenciamento e entrada dos participantes em cada uma das salas das palestras. No credenciamento havia uma fila muito grande e com pouca ou nenhuma informação sobre como proceder. O credenciamento não ficou pronto até o momento do keynote e muitos participantes tiveram que ser credenciados após o keynote. Outro problema recorrente em cada início de palestra foi o empurra-empurra para adentrar a cada uma  das salas. Era necessário entrar na fila para “tentar a sorte” na palestra que fosse do interesse assistir. Não foram poucas as vezes que as portas se fecharam deixando dezenas de interessados do lado de fora. Apenas estes 2 pontos eu considerei falhos no evento. O credenciamento poderia ser feito de maneira mais rápida com mais funcionários para atender ao grande contingente de desenvolvedores. A escolha das palestras deveria ser feita pela internet por cada participante, respeitando o número de vagas em cada sala, o que evitaria a correria para entrar em cada sala. Bastaria um QRCode em cada credencial que seria lido e verificado na entrada das salas de cada palestra.

Um outro problema foi a rede Wi-Fi que estava totalmente sobrecarregada e a conexão estava difícil. Num evento deste tipo, internet é essencial, além de tomadas para carregar notebooks e gadgets.

Alimentação

O Google Developer Day é gratuito. Você apenas precisa fazer uma provinha de programação e ser escolhido para participar do evento. Esta escolha fica a cargo do Google, que analisa seu currículo e várias outras informações. Portanto você não tem que pagar nada para participar, ganha brindes e ainda aprende muito, tanto nas palestras como no contato com outros desenvolvedores. É apenas 1 dia de um evento gratuito e alimentação é excelente. Nos intervalos das palestras havia sempre café, água, suco de laranja e vários tira gostos à disposição, incluindo pão de queijo! No almoço foi distribuído um lanche bem completo com pão recheado, maça, suco de latinha e bombons. Foi até melhor do que o esperado. Não havia locais para todas as pessoas se sentarem então foi necessário comer se acomodando no carpete mesmo, nos cantos da sala. Problema nenhum nisso. Nota 10 para a alimentação, tinha até algodão doce!

Alimentação no Google Developer Day

"Almoço" servido no Google Developer Day São Paulo 2011

Brindes

Os principais brindes que recebi foram:

  • Camisa do GTUG
  • Camisa do Google Developer Day
  • Bolsa de pano com o estilo do Chrome Web Store
  • Caneta e bloquinho de anotação do Google
  • 150 reais em créditos do Adwords para novas contas
  • Capa para notebook com o nome do Google

Trabalhos apresentados

Além das palestras programadas, vários trabalhos foram apresentados ao melhor estilo nostálgico de um feira de ciências. Foram exposições de sistemas utilizando Android para comunicação com dispositivos de hardware externos. Os temas principais destes trabalhos foram o HTM5 e o Android ADK. Muitos projetos legais estavam montados, demonstrando o quanto promissoras são ambas as tecnologias.

Compensa ir ao Google Developer Day?

Na minha opinião é um evento interessantíssimo! Mesmo com a possibilidade de ver todas as palestras posteriormente na internet pelo canal oficial do Youtube, não há nada como estar presente e participar do clima do local. Se possível irei novamente nos anos seguintes. Mais importante que as palestras é o contato com outros profissionais da área e o conhecimento que se adquire nas conversas informais no aeroporto, no táxi e nos intervalos próprios para isto. Vale muito a pena e todo desenvolvedor deveria participar de um GDD ao menos uma vez. É bom ter noção da enorme quantidade de bons profissionais que existem no país e estar em contato com todos eles.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)