A maior parte das grandes organizações e das pequenas empresas acreditam que a segurança é uma prioridade alta ou muito alta para a administração. Porém, o número de pequenas empresas que avaliam formalmente os riscos de segurança vem caindo. Isso é preocupante em um momento em que tanto as ameaças cibernéticas quanto o uso comercial de tecnologia estão evoluindo rapidamente. Uma pequena empresa que depende de sua capacidade de armazenar e manipular dados com eficiência deve ter um plano de contingência para proteger de possíveis desastres.

Plano de contingência de uma empresa para TI

Pequenas empresas também estão adotando a nuvem em números crescentes. As pesquisas mostram essa tendência com a maior parte das pequenas e médias empresas armazenando informações confidenciais na nuvem. Esses dados e informações no local devem ser protegidos com um plano de contingência. Há vários eventos que podem afetar a infraestrutura de TI da sua empresa, incluindo:

  • Falhas no equipamento
  • Roubo
  • Cibercrime
  • Impactos ambientais
  • Erro humano

Cada uma dessas ameaças potenciais deve ser mitigada com um plano de contingência bem projetado. Se o seu negócio foi inundado, por exemplo, ou sofreu uma grande interrupção dos serviços, como sua empresa reagiria? Pesquisas mostram que menos da metade das empresas tem algum tipo de planejamento de contingência em vigor.

Para a maioria das pequenas empresas, não existe uma área de contingência de TI, sequer o conceito geral de contingência. Elas normalmente não superam a ideia de fazer o backup de seus servidores. Contingência é mais sobre como trabalhar com o processo de recuperação e com a rapidez com que você será capaz de recuperar e os custos associados a isso.

Um modelo de plano de contingência engloba todas variáveis

Então, o planejamento de contingência é um componente vital de como um negócio de sucesso é executado hoje. Identificar quais riscos a TI da sua empresa pode estar sujeita e, em seguida, desenvolver um plano de ação para reduzir esses riscos é fundamental. Pense em como sua empresa funcionaria se perdesse apenas um de seus sistemas de TI. Agora multiplique isso até chegar a um detalhamento completo do sistema. De repente, fica claro o quão vulnerável seus recursos de TI podem ser.

E responder às violações de segurança da informação também tem um impacto financeiro. Entre as pequenas empresas, o tempo médio gasto na resposta a um incidente só aumenta se não houver um plano para lidar com o problema

O erro humano é um risco que pode ser difícil de quantificar e proteger contra. O uso fraco de senhas, políticas de backup de dados e o uso indevido de dispositivos digitais são todos os riscos potenciais que um plano de contingência precisa resolver.

Em estudos, a maior causa isolada de interrupção e impacto econômico é o erro humano, o que não é um problema que somente a TI pode resolver. Embora a TI possa investir em processos como gerenciamento de mudanças ou backup de dados automatizado que pode ajudar a reduzir a oportunidade de erro humano, educar os usuários finais e desenvolver uma cultura compatível com a segurança e em conformidade requer um esforço em toda a empresa com liderança hierárquica.

Contingência em TI

O plano de contingência em TI auxilia a evitar problemas que podem ocorrer como a perda de dados e o roubo de informações importantes. (Foto: Tools4Management)

Plano de continuidade de TI

Os donos de empresas não são impotentes para agir ao considerar como seus sistemas de TI podem ser afetados por uma miríade de desastres em potencial. Compreender as ameaças aos sistemas de TI da sua empresa e mitigá-las com um plano de contingência detalhado é algo que até mesmo a menor empresa pode alcançar. Siga estas etapas para criar um plano de contingência de TI para sua empresa:

1. Avalie a infraestrutura de TI do seu negócio

Realize uma análise detalhada dos ativos de TI de seus negócios, incluindo dados, hardware e software.

2. Classifique seus riscos

Pense nos riscos que sua TI enfrenta. Estes serão específicos para o seu negócio. Classifique os riscos em sua ordem de probabilidade.

3. Plano de ação

Considere cada risco e considere como eles podem ser reduzidos. Quais etapas ou processos poderiam ser implementados para reduzir ou eliminar cada risco?

4. Escreva seu plano de contingência de TI

Uma vez que sua empresa entenda os riscos de TI que enfrenta, a redação de um documento de política de contingência deve incluir etapas claras que devem ser tomadas caso ocorra algum dos eventos identificados.

5. Teste seu plano de contingência

É fundamental que o plano de ação desenvolvido pela sua empresa seja testado. Isso revelará as áreas que precisam de mais atenção.

O tamanho do seu negócio e a extensão de sua infraestrutura de TI podem significar que um plano de contingência pode ser tão simples quanto iniciar um regime de backup de dados mais robusto para um serviço de armazenamento em nuvem confiável.

Por outro lado, as pequenas e médias empresas com servidores no local, por exemplo, precisarão pensar em vários problemas em potencial. Mas pense neles você deve. Um plano de contingência bem projetado pode garantir que sua empresa nunca sofra perdas.

Como você faz um plano de contingência? Já tem um plano pronto ou vai precisar começar do zero?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)