Apesar dos discos rígidos que sustentarem quase todos os aspectos da computação moderna, ninguém jamais realizou um estudo sobre a longevidade desses dispositivos ou, pelo menos, ninguém publicou os resultados desses estudos. Até agora, apenas empresas privadas que usam muitos dispositivos de armazenamento publicaram seus resultados sobre o tempo de durabilidade do disco rígido, e os resultados podem ser impressionantes para muitas pessoas.

Qual a vida útil de um HD interno ou externo?

As empresas que publicaram o resultado sobre os discos rígidos mantinham até 25.000 discos rígidos constantemente online. Toda vez que uma unidade falhava, as empresas anotavam dados sobre a falha antes da substituição, reunindo uma quantidade de dados impressionante sobre esses dispositivos.

Parece que os discos rígidos têm três fases distintas de falha. Na primeira fase, que dura 1,5 anos, os discos rígidos tem uma taxa anual de falhas de 5,1%. Nos próximos 1,5 anos, a taxa de falha anual cai para 1,4%. Após três anos, a taxa de falhas sobre para 11,8% ao ano. Em suma, isso significa que cerca de 92% das unidades sobrevivem aos primeiros 18 meses, e quase todas (90%) passam a atingir a longevidade de três anos.

Extrapolando esses números, pouco menos de 80% de todos os discos rígidos sobreviverão ao seu quarto aniversário. A taxa de falhas provavelmente se manterá em torno de 12% ao ano. Isso significa que 50% dos discos rígidos sobreviverão até o sexto aniversário.

Durabilidade de um HD

Um HD pode ter uma grande durabilidade se for bem usado e receber uma manutenção regular. (Foto; Wikipedia)

Por que os discos rígidos estragam?

As falhas no primeiro ano são causadas principalmente por defeitos de fabricação. Entre 18 e 36 meses, os estragos são causados por falhas aleatórias, que são problemas pequenos e aleatórios que só ocorrem se você tiver azar. Então, à medida que a unidade se desloca para o quarto ano, as taxas de falha disparam quando as unidades começam a se desgastar, pois os vários componentes de um HD só podem girar, girar e atuar um certo número de vezes antes que algo aconteça com o dispositivo.

Vale ressaltar que esses dados são para discos rígidos feitos para o consumidor normal, o tipo de unidades com garantias de 12 ou 36 meses. Considerando que quase 100% dessas unidades ainda estão vivas após um ano, e cerca de 90% estão vivas após três anos, essas garantias provavelmente são específicas e precisas.

No caso de discos rígidos com garantia maior (geralmente de 5 anos), eles provavelmente são fabricados para tolerâncias mais altas e submetidos a testes de garantia de qualidade mais rigorosos. Estes discos rígidos provavelmente não tem a mesma taxa de falhas, mas ainda morrem bem rapidamente, uma vez que suas partes móveis começam a se desgastar (4 anos ou mais).

Por mais que você queira aprender como aumentar a vida útil do HD, fazer backup é essencial

Se você comprar um disco rígido hoje, há 90% de chance dele sobreviver por três anos. Se a sua unidade chegar ao ponto de três anos, seria sábio fazer backup de seus dados, pois há 12% de chance por ano de que sua unidade vai morrer. Vale a pena notar que esses números são para discos rígidos internos. Discos rígidos externos, devido a um grande número de fatores, podem não durar tanto tempo (embora eles possam até durar mais tempo) . Também vale a pena mencionar que as unidades testadas nas amostras são usadas constantemente, e as taxas de falha que colocamos aqui são para unidades que estão ligadas 24 horas por dia. Seu computador doméstico provavelmente não está ligado o dia todo, todos os dias, e é provável que vá durar mais tempo por isso.

Como há uma chance aproximada de 5% de que sua unidade morra em seu primeiro ano, você deve fazer backup de seus dados regularmente, ou, se você achar perigoso, não manter dados valiosos nessa unidade até que ela tenha sobrevivido pelo menos 18 meses. Após 36 meses, no entanto, você definitivamente deve fazer backup dos seus dados ou copiar os dados para um novo disco rígido. Serviços de armazenamento na nuvem oferecem os mais diversos planos de armazenamento, com preços cada vez mais acessíveis. É só escolher um que seja ideal para as suas necessidades e começar a usar.

E a vida útil de um HD SSD?

Uma estatística em que nos interessamos é a taxa de falhas de unidades de estado sólido, os SSDs. Porém, ainda vai demorar alguns anos até que uma empresa tenha SSDs suficientes para nos dar uma boa ideia da taxa de falhas desses dispositivos. As estimativas gerais dão uma média de 5 anos de vida útil para esses dispositivos, podendo ser mais para modelos mais modernos. Mas ainda é cedo para dar números exatos.

Vocês já tiveram HDs estragados? Quanto tempo o HD durou?

Marcadores: ,

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)